Programa Resenha Esportiva na Meio Norte FM de Camocim - 14/02/2021

terça-feira, 16 de março de 2021

A ERA DO STREAMING ESPORTIVO: CONHEÇA AS PRINCIPAIS PLATAFORMAS QUE TRANSMITEM JOGOS PELA INTERNET


Foi-se o tempo em que bastava ter o pacote completo de TV por assinatura para ter acesso aos principais campeonatos esportivos locais, nacionais e internacionais. Nos dias de hoje, tal regalia passa necessariamente pela assinatura de serviços de streaming, que têm aproveitado bem esse cenário de redução de investimentos das emissoras de televisão (impulsionado pela crise econômica no País e no mundo) na aquisição de direitos de transmissão de competições. Com isso o consumo de consumo de futebol têm deixado cada vez mais a TV e migrado para os smartphones (via site ou aplicativo), tablets, computadores e notebook.
Atualmente, esse mercado de plataformas de streaming (termo em inglês, que faz alusão à tecnologia que viabiliza a transmissão contínua de áudios e vídeos através da internet) está em ascensão e encontra no segmento esportivo um dos seus nichos de atuação mais consolidados. Os principais serviços, aqueles em que o torcedor precisa pagar um valor de assinatura para ter acesso aos jogos, são: MyCujoo, DAZN, Nordeste FC, Estádio TNT Sports, One Football, Twitch TV e Premiere Play. Nesta coluna, falaremos um pouquinho sobre cada um deles.
Veterana entre os serviços de streaming, a MyCujoo surgiu em 2013 e é uma das mais atuantes no mercado, com um cardápio de mais de mais de 1300 partidas exibidas ao vivo por temporada. Em 2021, a plataforma renovou sua parceria com a CBF para seguir exibindo algumas das competições chanceladas pela entidade: Copa do Brasil Sub-20, Campeonato Brasileiro Feminino e Série D do Campeonato Brasileiro. Além disso, a empresa faz parcerias pontuais para transmissão de alguns Estaduais no País, como o Capixaba, Pernambucano, além da Taça Fares Lopes, do Ceará. Pela plataforma, o usuário escolhe a partida de sua preferência e paga por jogo algo em torno de R$ 5.
A DAZN é outro grande serviço de streaming esportivo, que chegou há pouco tempo no Brasil, em 2019. Nos primeiros meses, atuou com transmissões gratuitas pelo Youtube. Hoje, o usuário precisa assinar o serviço para ter acesso aos jogos, com o pagamento de mensalidade de R$ 19,90. O pacote da plataforma é um dos mais diversificados do mercado, contando com Premier League, Série C do Campeonato Brasileiro, Copa da Inglaterra e Copa da Itália. Destaque também para as transmissões de outras modalidades: basquete (NBB), tênis (Copa Davis), automobilismo (Fórmula Indy) e kickboxing (Glory).
Outra plataforma recente em destaque é o Nordeste FC, que mudou de nome recentemente (antes, chamava-se Live FC) como estratégia para se aproximar mais do público nordestino. O serviço, de propriedade da empresa LiveMode, é responsável pela transmissão de todos os jogos da Copa do Nordeste e recentemente adquiriu também os direitos de transmissão do Campeonato Cearense. O acesso aos dois torneios pode ser feito com pagamento de mensalidade de R$ 23,90 ou em taxa única de R$ 59,90.
O Estádio TNT Sports foi outra plataforma que mudou de nome há pouco tempo. Até janeiro de 2021 era EI Plus, da marca extinta Esporte Interativo, e foi rebatizada este ano com o nome Estádio TNT Sports. Hoje, o serviço transmite (em paralelo com o canal de TV por assinatura TNT e o Facebook da TNT Sports Brasil) alguns jogos da Série A do Brasileirão, os principais jogos da Champions League, além de partidas do Campeonato Italiano e da UEFA Nations Cup. Tudo isso com plano mensal de R$ 19,90 ou pacote anual de 12 parcelas de R$ 13,90.
Outras duas plataformas de atuação recente no segmento esportivo, ainda não tão populares no grande público, são a Twitch TV e One Football. De propriedade da gigante Amazon e já famoso no universo gamer, a Twitch TV tem se especializado em transmissões para um determinado clube, contando com a participação de influenciadores digitais. Foi assim em jogos do Brasileirão pelo Athletico-PR e mais recentemente com a Copa do Nordeste, com criação de canal de transmissão para cada um dos 16 clubes que disputam o torneio. No Brasil, o serviço pode ser acessado com mensalidade de R$ 22,90. Já o recém-lançado OneFootball, por enquanto, não cobra por transmissões de jogos, mas o acesso às partidas é feita mediante cadastro. A plataforma\aplicativo conta com um cardápio de mais de 100 ligas e competições internacionais. Destaque para os campeonatos Francês e Alemão, contando com comentaristas conhecidos do meio esportivo, como Mauro Cezar Pereira, ex-ESPN Brasil.
Por fim, vale destacar outro serviço de streaming consolidado: o Premiere Play, do Grupo Globo, que hoje possibilita que os jogos que estão disponíveis em TV pelo pay per view das operadoras possa ser acessado por aplicativo, tablet e computador. O Premiere exibe todas as competições adquiridas pela Globo, como o Brasileirão (séries A e B), Copa do Brasil e alguns Estaduais (como o Paulistão, Pernambucano e o Gaúcho). O serviço pode ser adquirido em diversos pacotes, que custam a partir de R$ 59,90 por mês.
A expressiva oferta de serviços de streaming esportivo ao mesmo tempo em que movimenta o mercado e dá opções para que torcedor adquira o pacote de sua preferência, deixa um cenário preocupante: haja dinheiro para investir e ter que pagar para ver tantas competições. Há, contudo, alternativas que podem baratear os custos, como a assinatura de serviços que dão acesso a algumas dessas plataformas, como o UOL Esporte Clube e a Guigo TV. A escolha de um deles resolve em parte os problemas de acesso aos jogos, mas ainda longe de um efeito como o que o Netflix proporciona para quem quiser assistir filmes, séries e documentários. Enquanto ainda não surge o Netflix do Esportes, cabe ao torcedor ponderar – diante de todas as limitações – os serviços que reúnem condições de adquirir ou se virar com as opções gratuitas de acompanhar o seu time do coração, como o rádio e as transmissões (com e sem imagens da partida) por Facebook, Twitter e Youtube.

Por Resenha Esportiva.
Matéria do Bruno Balacó/TorcidaK.
Foto: Divulgação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário