segunda-feira, 23 de março de 2020

FCF – FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL COMPLETA 100 ANOS


A Federação Cearense de Futebol completa 100 anos de existência hoje (23). Em sua gestão, que tem a frente Mauro Carmélio, segue exercendo o papel de promover e representar o futebol cearense no cenário nacional. A FCF carrega consigo, por um século, a responsabilidade de corresponder, por diferentes formas, mais de 100 filiados, entre clubes e ligas.
“A gente busca estar o mais próximo possível de cada filiado e também do torcedor”, aponta como meta Mauro Carmélio. Para o 31º presidente da FCF, a Federação hoje tem uma nova cara e é vista de forma diferente, não mais como a mentora que ordena, mas como uma parceira.
São 40 equipes profissionais, 10 equipes não-profissionais e mais 68 ligas sob a tutela da FCF, sem contar os outros 72 clubes que ajudaram a construir a história do nosso futebol e hoje se encontram inativos.
Em 100 anos de história da FCF, nomes emblemáticos sentaram na cadeira principal da entidade, como Fares Cândido Lopes, Josenéas Barroso (que dá nome a sede da FCF), José Alcy, dentre outros que ainda são lembrados pelos torcedores mais antigos.

Um pouco da história

A trajetória da Federação Cearense de Futebol começou dia 23 de março de 1920. Sua primeira denominação foi Associação Desportiva Cearense (ADC) e o primeiro presidente Silvio Gentil Lima.
Em 1941 a nomenclatura mudou e a entidade passou a se chamar Federação Cearense de Desportos (FCD). Só mais tarde, em 1972, o nome passou a ser o que ainda perdura, Federação Cearense de Futebol.
A atual administração foi iniciada em dezembro de 2009, com a eleição de Mauro Carmélio Santos Costa Júnior. Entre as mudanças feitas está a modernização dos departamentos e repaginação visual da entidade.

Da Redação: Nós do Resenha Esportiva desejamos muito sucesso à FCF, hoje a mesma conta com dois clubes na série A, um na série C e dois na série D, totalizando seis clubes na competição máxima do futebol brasileiro.

Com informações da FCF.
Foto/Arte: Helton Rocha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário