sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

FAVELA E SIQUEIRA FICAM NO EMPATE NA ABERTURA DA SEGUNDA RODADA DO CAMOCINENSE

Ontem (16), às 19:00 no Estádio Municipal Fernando Trévia, deu início a segunda rodada do Campeonato Camocinense da 2019/2020. Esse jogo e cheio de rivalidade, pois desde 2014 o Favela e Siqueira se revezam no título de Campeão Camocinense da primeira divisão, seus elencos são repletos de grande jogadores. Toda expectativa por esse clássico foi saciada pelo o público presente nessa quinta-feira a noite de futebol no estádio, que por sinal um ótimo público, tendo uma arrecadação de bilheteria no valor de R$ 500,00.
Voltando para o jogo a equipe do Favela com um meio de campo cheio de técnica, velocidade e habilidade, com jogadores como John Boroga, Tiago Granja, Luan e Jeanzinho Sobral, dominaram os vinte e cinco minutos da primeira etapa  criando boas oportunidades de gols, mas o ataque do Favela que estava formado pelo Kelton e Wanderley não concluíram em gols. Já pelo lado do Siqueira, com um time muito no meio de campo e veloz no ataque, principalmente pelo lado esquerdo com o atacante Henrique, e foi num desses contra ataque que o atacante Henrique passou pelo lateral direito do Favela Naná e ganhou a bola na velocidade do zagueiro Francisco cruzando para o meio da pequena área e encontrando o atacante Romário que só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol, abrindo o placar da partida aos trinta minutos do primeiro tempo que terminou com o Siqueira vencendo o jogo pelo placar de 1 x 0.
Já no segundo tempo com o Siqueira a frente do placar conseguiu igualar as jogadas do meio de campo com muita marcação, deixando o jogo com poucas oportunidades de gol. Já que não tinha espaço nem do lado e nem do outro o gol só poderia sair numa jogada de bola parada, aos vinte e cinco minutos da etapa final entra em campo um velho e grande jogador conhecido do futebol camocinense, estamos falando do Pangurita, apesar da idade ele ainda tem seus lances de craque, e quem não conhece o ponto mais forte desse grande jogador, que é a bola parada de longa distancia com sua batida na bola de três dedos, a bola vai fazendo um efeito até morrer no funda da rede, fazendo assim um golaço, foi nesse lance de gênio digno de Juninho Pernambucano que o velho craque do futebol camocinense Pangurita deixou tudo igual na partida. Ainda deu tempo do zagueiro do Favela Acácio ser expulso com dois cartões amarelos, mesmo com um jogador a menos o Favela conseguiu se impor na partida e deixando o jogo com o placar final de 1 x 1.
Você confere a súmula do jogo aqui e a tabela aqui!

Autor da Matéria: Edson Marinho.
Instagram: @marinho3051

Arte: HR Desing.

Nenhum comentário:

Postar um comentário